A perseguição de um oficial de justiça às artistas de uma tradicional boate de uma cidade qualquer traz à tona as dificuldades vivenciadas por gays e mulheres trans que encontram nos palcos uma forma de sobreviver. Este é o enredo de “Uma História para Elise”, do Polo Artes Cênicas (PoloAC), com Cleiton Carlos (Albertina), Kate Dias (Campesina) e Lara Oliver (Bernardina).

O espetáculo mostra a investigação sobre o suposto sumiço de uma artista da Estrelinha da Praça, uma tradicional boate da Rua XII, localizada no centro velho. A atuação da justiça, no entanto, resulta em agressões e ignora completamente o depoimento de Albertina, Bernardina e Campesina, três personagens coadjuvantes destra tradicional casa noturna. 

A intenção é esclarecer o mistério em torno do desaparecimento de Elise, que sumiu sem deixar vestígios. Mas, infelizmente, o oficial de justiça usa o ‘rigor da Lei’ para conseguir informações. Ele (Antero da Redenção) se torna agressivo e parece não se incomodar com a violência. A montagem é resultado de estudos cênicos e práticas de montagem do PoloAC. 

Texto e Direção

Anselmo Dequero


Elenco

Cleiton Carlos

Kate Dias

Lara Oliver

Fonte: https://www.poloac.com.br/

Deixe seu Comentário