Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alesp enviou ofício à Secretaria de Segurança de Americana pedindo providências

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra um homem sendo agredido por Guardas Municipais de Americana, na noite de segunda-feira (07), no Hospital Municipal Dr Waldemar Tebaldi em Americana. 

No vídeo, é possível ver os agentes usando força desproporcional na abordagem contra o engenheiro mecânico Maik Israel da Silva, com chutes e golpes de mata-leão, tudo isso na frente de seu filho pequeno e da sua esposa que registrava as imagens.

Segundo relato da família, a Guarda teria sido acionada após um incidente envolvendo a batida de uma porta do Hospital onde o filho de Maik era atendido na companhia de sua esposa. De acordo com eles, a Guarda teria sido chamada de forma arbitrária e chegou usando força desproporcional na abordagem.

O deputado estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alesp, Emidio de Souza, enviou ofício à Secretaria de Segurança de Americana pedindo providências. “É meu dever zelar para que as forças de segurança de nosso estado trabalhem em prol da comunidade, respeitando os direitos individuais e coletivos dos cidadãos”, diz o parlamentar. 

Emidio classificou as imagens de “truculência contra um homem negro em frente ao seu filho pequeno” como “revoltante”. “O abuso da violência contra um cidadão negro evidencia a chaga do racismo estrutural e mostra a necessidade de lutarmos contra isso. Agentes de segurança devem proteger o cidadão e não atacá-los”, afirmou o deputado.

No documento enviado à administração municipal, o parlamentar pede que a Secretaria identifique os GCMs que abusaram da autoridade e obrigue a passar por um programa voltado o respeito aos direitos humanos. 

https://www.facebook.com/EmidiodeSouzaOficial/videos/458261052708174